Edge Computing: a computação de borda na análise preditiva e a agilidade do volume de dados


A computação de borda é definida como uma arquitetura de TI aberta e distribuída que apresenta o poder de processamento descentralizado, capacitando tecnologias de computação móvel e internet das coisas (IoT). Desta forma, os dados são processados pelo próprio dispositivo, computador ou serviço local, ao invés de serem transmitidos para um data center.

Conceituando de maneira simples, a computação de borda é a ação de processar dados próximo à borda da rede, no local onde os dados são gerados, e não processá-los em um armazém centralizado.

Os dados são processados em tempo real, sem latência na computação de borda. Reduz o tempo gasto no processamento de dados à medida em que os aplicativos e dispositivos respondem imediatamente no momento em que são criados.

Grandes quantidades de dados são processados perto da fonte, o que reduz o consumo de energia da banda larga da internet, além de eliminar os custos, traz eficiência para os aplicativos usados em locais remotos.

O processamento de dados fora da nuvem pública garante a segurança de dados sigilosos.

Segundo o Gartner, até 2022, como um resultado de projetos digitais de negócios, 75% dos dados gerados por uma empresa serão criados e processados fora do data center ou da nuvem tradicional. Em comparação, esse valor era de menos 10% em 2018.

Quais são as aplicações da computação de borda em nível empresarial ?

O relatório Edge.nxt, escrito por Derek Slater, aponta que o setor industrial utiliza a computação de borda com a análise de vídeo para analisar a origem das falhas, como peças danificadas que chegam até o cliente, e avaliar os problemas rapidamente.

Através do poder computacional na câmera ou próximo a ela, permite-se a análise das imagens que apresentam algum defeito, em vez de mostrar o vídeo todo para análise no centro de dados.

A computação de borda pode ser utilizada na manutenção preditiva, por meio da detecção de mudanças na performance do maquinário e capturar os problemas antes que eles causem erros.

As empresas de tecnologia usam a análise preditiva para antecipar os problemas desde os sistemas de refrigeração até as falhas de componentes solucionando esses problemas antes que atinjam seus negócios.

Os equipamentos comerciais autônomos, tais como as empilhadeiras, contam com o GPS, câmeras e sensores baseados em radar e luz para executar suas operações com segurança juntamente com a força de trabalho humana.

Através da computação de borda, as empilhadeiras autônomas têm mais flexibilidade, sem os cabos e rotas fixas.

As aplicações da computação de borda demonstram suas funções de reconhecimento instantâneo, respostas rápidas, coleta de dados de performance e do ambientes que são transmitidos e detalhados nos centro de dados, trazendo melhorias para os padrões estatísticos.

Soluções: sistemas de borda convergentes HPE EDGELINE

Os sistemas de borda convergentes HPE Edgeline realizam a convergência da tecnologia da operação (TO) – como aquisição de dados, sistemas de controle e redes industriais com a tecnologia da informação (TI) de classe empresarial, em um único sistema reforçado, ideal para ambientes de borda complexos com possibilidades de inovação.

TI de classe corporativa:

Execute os aplicativos de classe corporativa em suas versões originais na borda para aproveitar todo o potencial, não apenas em versões simplificadas.

Ainda, execute cargas de trabalho idênticas em qualquer lugar: no data center, na nuvem ou na borda – em contêineres, máquinas virtuais, bancos de dados, armazenamento por software ou qualquer outro elemento.

A borda é chamada de inteligente porque está em toda parte, inclusive na internet das coisas (IoT). Há tecnologia nesses ambientes, onde a vantagem é inteligente, conectada, computacional e controladora. A borda inteligente oferece os recursos de análise que eram restritos a data centers locais ou na nuvem.

A utilidade da borda inteligente é revelada quando descrevemos os 3Cs:

  • Conectar: o intercâmbio de dados é facilitado quando dispositivos, pessoas ou coisas se conectam por meio das redes, promovendo novas fontes e quantidade de dados;
  • Computar: os sistemas podem calcular tais dados, fornecer acesso aos aplicativos e apontar informações significativas sobre os itens, dispositivos e o ambiente ao redor em que estão conectados;
  • Controle: os insights computados podem ser usados para executar ações, controlar dispositivos e itens no edge ou solicitar outras ações de controle relacionadas à empresa em que o edge está conectado.

Integração TO-TI

A tecnologia da operação (TO) abrange os sistemas de aquisição de dados, sistemas de controle e redes industriais encontrados na “borda” de muitas organizações industriais e manufatureiras.

O seu uso acontece em lugares em que os bens são criados, transportados, refatorados e entregues aos clientes. Assim, a TO pode ser usada na aquisição direta de dados de sensores, redes SCADA (controle de supervisão e aquisição de dados) e controles lógicos programáveis.

O poder e a flexibilidade da TI se convergem com a TO na borda das indústrias. As vantagens são percebidas no aumento da produção e segurança. Além da redução dos custos operacionais (OPEX), no consumo de energia e menos espaço ocupado.

Você pode conectar sistemas de TO usando interfaces como E/S direta com fio e protocolos industriais que não existem no ambiente de TI tradicional baseado em Ethernet.

Configuração física robusta

Use um equipamento reforçado que suporta ambientes complexos de borda, elaborado para ambientes com restrições de espaço e suscetíveis a poeira, resistente a impactos, vibrações e variações extremas de temperatura. Conheça a linha de produtos HPE EDGLINE.

Insights de dados e ações empresariais

Você pode fazer a convergência dos sistemas de TO que já estejam na borda, com sistemas de TI de classe empresarial tradicionalmente encontrados no data center, para melhorar os insights e conseguir maior eficiência nos negócios.

Gerenciamento de sistemas otimizados para a borda

O mecanismo de gerenciamento integrado em cada sistema HPE Edgeline é a base do gerenciamento na borda. Este componente inicia com os recursos essenciais do HPE Integrated Lights Out (iLO) integrado aos sistemas HPE Edgeline EL1000, EL4000 e EL8000. E é expandido com recursos específicos para a borda, habilitados pelo gerenciador de sistema integrado HPE Edgeline (iSM) integrado ao sistema EL300.

O HPE iLO e iSM oferecem gerenciamento local dos sistemas Edgeline, assim os sistemas são facilmente implantados e operados com segurança. Esses componentes permitem que os usuários gerenciem sistemas individuais diretamente e habilitem ferramentas centralizadas para gerenciamento consolidado de vários sistemas.

Portfólio: Sistemas de borda convergente HPE Edgeline

HPE Edgeline EL 8000

Recursos:

  • Design compacto otimizado para bases celulares em locais inóspitos: o sistema é capaz de resistir à influências danosas do ambiente como calor, choque e vibração, além de falhas em si. É capaz de manter um funcionamento contínuo de 0 à 55 graus celsius. O sistema funciona tanto montado em um rack, quanto por si só, em qualquer espaço disponível, com um sistema de resfriamento projetado para funcionar de frente para trás ou de trás para frente;

  • Sistema de baixa latência e alta-performance que alimenta aplicações da borda para fluxo intenso de dados: O design de soquete único, equipado com os processadores Intel® Xeon®, reduz a latência e o consumo de energia. Os componentes do sistema podem ser combinados, expandidos ou trocados com a máquina em funcionamento para atender às necessidades de demanda;

  • Opções de chassis e lâminas modulares com flexibilidade de aplicação conforme a situação: Com uma gama de opções de profundidade e largura para lâminas e chassis, o sistema pode ser configurado e ampliado conforme os requisitos exigidos pelo caso prático. O design flexível permite que as CSP estendam aplicações celulares pequenas e micro, garantindo que a cobertura celular possa acompanhar o ritmo do crescimento constante de dispositivos conectados;

  • Provisionamento com um clique e gerenciamento remoto de sistemas garante disponibilidade e performance constante em bases celulares distantes: a tecnologia HPE iLO 5 e o recém desenvolvido software de gerenciamento de chassis permite o provisionamento remoto, monitoramento constante da saúde do sistema, updates e gerenciamento dos sistemas de borda convergentes HPE Edgeline EL8000 por milhares de bases e torres celulares a plataformas de petróleo, sem a necessidade de um profissional de TI no local.

HPE Edgeline EL300

Inovações:

  • Oferece suporte a uma placa filha com 2 barramentos CAN e atende aos padrões  A/B/FD de barramentos CAN. É ideal para ambientes automotivos;
  • Apresenta opções de conectividade sem fio atualizadas. Um módulo Sierra Wireless LTE M.2 3042 (EM7565) pode ser adicionado com suporte para dois cartões Nano SIM para conectividade remota;
  • A ferramenta Gerenciador de Infraestrutura HPE Edgeline (EIM) agora está disponível, permitindo gerenciamento remoto no local, em escala. A versão Standard do EIM permite o uso de recursos básicos, enquanto a versão Advance requer uma licença;
  • O HPE Edgeline IoT Quick Connect permite que empresas industriais e de manufatura conectem facilmente os equipamentos a fim de gerar insights relevantes, necessários para modernizar linhas de produção e obter eficiência.

Recursos:

  • Gerenciador de sistema integrado HPE Edgeline: provisionamento com um clique e  gerenciamento contínuo de integridade do sistema;
  • Gerenciador de infraestrutura HPE Edgeline: gerenciamento remoto de milhares de sistemas de borda operando em uma rede;
  • Orquestrador de carga de trabalho HPE Edgeline: aplicativos de análises, IA, negócios e IoT em contêineres.

HPE Edgeline EL1000

Recursos:

  • Infraestrutura de TI e TO convergente de nível de entrada que oferece um único blade de computação (até 16 núcleos Xeon e 20 TB de armazenamento SSD);
  • Dois slots de captura/controle de dados e várias opções de E/S e armazenamento.

HPE Edgeline EL 4000

Recursos:

  • Infraestrutura de TI e TO convergente que inclui até quatro blades de computação (até 64 núcleos Xeon e 48 TB de armazenamento SSD);
  • Quatro slots para captura/controle de dados e alta capacidade de armazenamento expansível;
  • Computação de borda profunda sem precedente;
  • Armazenamento de alta capacidade, baseado em padrões abertos;
  • Segurança de classe de data center, gerenciamento de dispositivos e sistemas remotos.

Escolha a opção do HPE Edgeline que mais se adequa às suas necessidades. Ganhe eficiência e segurança na análise preditiva dos dados para antecipar e solucionar problemas. A MPE soluções oferece as opções ideais para você.

Entre em contato conosco.

Com as suas informações, a MPE poderá pensar em soluções
perfeitas para sua empresa.

Alguns de nossos clientes